A SEMIÓTICA APLICADA AO CONTO NOS EVENTOS DE LEITURA EM SALA DE AULA DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Maria Nazareth de LIMA ARRAIS

Resumo


O presente artigo tem como objetivo apresentar um direcionamento didático-metodológico de construção de sentido do discurso Viva Deus e Ninguém Mais! capaz de ser aplicado nas séries finais do ensino fundamental. Seguindo uma metodologia de pesquisa bibliográfico-analítica, utilizamos como base teórica a semiótica greimasiana que se compõe de um percurso gerador da significação composto de três níveis: o fundamental, o narrativo e o discursivo. Neste artigo, priorizaremos o nível narrativo, considerando o limite de espaço de discussão.

PALAVRAS-CHAVE: Semiótica. Conto. Sentido.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Secretaria de Ensino Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: língua Portuguesa. Brasília: MEC, 1997.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua estrangeira / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

FIORIN, J. L. Elementos de análise do discurso. 14. ed. São Paulo: Contexto, 2006.

GOMES, C. C. Viva Deus e Ninguém Mais! In: CASCUDO, L. C. Contos tradicionais do Brasil. Belo Horizonte: Editora Universidade de São Paulo, 1986. p. 279-280.

GREIMAS, A. J. Os actantes, os atores e as figuras. In: CHABROL, C. Semiótica narrativa e textual. São Paulo: Cultrix, 1977. p. 179-186.

LIMA ARRAIS, M. N. O fazer semiótico do conto popular nordestino: intersubjetividade e inconsciente coletivo. [Tese] João Pessoa, UFPB, 2011.

NASCIMENTO, B. Catálogo do conto popular brasileiro. São Paulo: IBECC, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


_________________________________________________________________

PROFLETRAS - CFP - UFCG
Todos os direitos reservados®

Siga-nos nas redes sociais: