ANÁLISE DO DISCURSO DE UM INFLUENCIADOR DIGITAL: UMA PERSPECTIVA PARA O TRABALHO DE LEITURA NA ESCOLA

Jocielly Marques de Oliveira Citon ROZZINI, Luciane Thomé SCHRÖDER

Resumo


O presente artigo objetiva aproximar do espaço escolar o estudo de um discurso tido como não institucionalizado, mas presente no cotidiano dos alunos, visto que os meios de interação a partir das plataformas digitais têm tomado uma dimensão relevante quanto à forma como eles vêm operando sobre a vida dos sujeitos. Trata-se de uma discursividade que tem definido modos de comportamentos e identidade a um público muito específico, ou seja, jovens e crianças numa etapa da vida mais suscetível a sofrer das influências dos dizeres propagados nas redes sociais. O estudo nos provoca, portanto, à reflexão, com base na teoria da Análise de Discurso de linha francesa, sobre a necessidade de a escola se voltar aos discursos como os dos “influenciadores digitais”, com o objetivo de orientar os alunos, por meio da leitura, a compreenderem melhor o modus operandi dessas novas práticas discursivas.

PALAVRAS-CHAVE: Discurso. Influenciador digital. Escola.


Texto completo:

PDF

Referências


AMOSSY, Ruth. Da noção retórica de ethos à análise do discurso. In: AMOSSY, Ruth. Imagens de si no discurso: a construção do ethos (Org.). 2. ed. São Paulo: Contexto, 2018.

BRANDÃO, Helena H. Nagamine. Introdução à análise do discurso. 3. ed. rev. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 2012.

CAMARGO, Isadora et al. Cultura participativa e convergente: o cenário que favorece o nascimento dos influenciadores digitais. Revista Communicare. Artigo 97. Volume 17, – Edição especial de 70 anos da Faculdade Cásper Líber, 2017.

CANALTECH. YouTube: Novos tempos. Novos ídolos. Disponível em: https://canaltech.com.br/empresa/youtube/. Acesso em: 29/01/2019.

CORONADO, Raony. Influenciador digital: o que é e como classificá-lo?. Disponível em: https://www.influency.me/influenciador-digital . Acesso em: 01/05/2018.

ESTADÃO. Os 20 maiores canais brasileiros no YouTube. Disponível em: https://link.estadao.com.br/galerias/geral,os-20-maiores-canais-brasileiros-no-youtube,27560. Acesso em: 20/12/2018.

GADET, Françoise; HAK, Tony (Orgs.). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. Trad. Bethania Mariani (et al). 4. ed. Campinas: SP; Ed. da Unicamp, 2010 (pp. 89-106).

GERALDI, João Wanderley. A aula como acontecimento. 2. ed. São Carlos: Pedro & João Editores, 2015.

GODOY, Renato. Boneca LOL: um fenômeno nada espontâneo. 16/02/2018. Disponível em: https://complemento.veja.abril.com.br/pagina-aberta/boneca-lol.html. Acesso em: 29/01/2019.

GOMES, Erika Cirqueira; GOMES, Evandro Ferreira. O papel dos Influenciadores Digitais no relacionamento entre Marcas e Millennials na Era Pós-Digital. Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, XIX Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste – Fortaleza - CE – 29/06 a 01/07/2017. Disponível em: http://www.portalintercom.org.br/anais/nordeste2017/resumos/R57-0751-1.pdf. Acesso em: 10/12/2018.

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência. Aleph, 2009.

LEÃO, Danuta; PRESSLER, Neusa. Youtuber Mirim e o Consumo Infantil. Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, 40º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Curitiba, PR – 04 a 09/09/2017.

MAINGUENEAU, Dominique. Ethos, cenografia, incorporação. In: AMOSSY, Ruth. Imagens de si no discurso: a construção do ethos (Org.). São Paulo: Contexto, 2005.

MEIER, Bruno. Youtuber Luccas Neto bate Harry Potter em pré-venda de livro. Site Veja entretenimento. 19/04/2018. Disponível em: https://veja.abril.com.br/blog/veja-gente/youtuber-luccas-neto-bate-harry-potter-em-pre-venda-de-livro/. Acesso em: 23/12/2018.

MICHAELIS. Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. 2019. Editora Melhoramentos Ltda. Versão online. Disponível em https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/heroi/. Acesso em: 02/01/2019.

MORELLI, Bianca Teixeira. O fenômeno youtuber como construtor da opinião pública: estudo de caso porta dos fundos. Dissertação (Mestrado) - Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação. Bauru, 2017.

NETO, Luccas. Banheira de Nutella (ULTIMATE). 2016. (14m39s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Y6mKnE3N8pU. Acesso em: 15/06/2018.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Análise do Discurso: Princípios e Procedimentos. Campinas, São Paulo: Pontes, 2015.

___. Discurso e Leitura. 9. ed. São Paulo, Cortez, 2012.

___. A contrapelo: incursão teórica na tecnologia – discurso eletrônico, escola, cidade. Rua [online]. Campinas, v. 2, n. 16 p. 5-18, nov, 2010. Disponível em: Labeurb – Revista do Laboratório de Estudos Urbanos do Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade: http://www.labeurb.unicamp.br/rua/. Acesso em: 10/12/2018.

PÊCHEUX, Michel. Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Trad. Eni Pulcienelli Orlandi et al. 5. ed. Campinas: Ed. da UNICAMP, 2014.

PÉREZ GOMÉZ. Ángel I. Educação na era digital: a escola educativa / Ángel I. Pérez Gómez; Tradução: Marisa Guedes; revisão técnica: Bartira Costa Neves – Porto Alegre:

Penso, 2015.

YOUTUBE. Youtube. Disponível em: https://www.youtube.com/intl/pt-BR/yt/about/. Acesso em: 29/01/2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


_________________________________________________________________

PROFLETRAS - CFP - UFCG
Todos os direitos reservados®

Siga-nos nas redes sociais: