Estratégias utilizadas para a prevenção do câncer de colo uterino na atenção primária em saúde: revisão da literatura

Moacir Andrade Ribeiro Filho, Glauberto da Silva Quirino, Mariana Alexandre Gadelha de Lima, Maria do Socorro Lopes Rolim

Resumo


No contexto da Estratégia de Saúde da Família são contempladas ações de controle do câncer de colo do útero. No entanto, essas estratégias têm se mostrado incipientes quando analisados os índices do câncer de colo uterino. O objetivo deste estudo é descrever a produção científica sobre as estratégias utilizadas para prevenção do câncer de colo uterino na Atenção Primária à Saúde (APS). Trata-se de uma revisão integrativa da literatura. A busca por artigos foi realizada na base de dados da Biblioteca Virtual em Saúde, SciELO, BDENF, LILACS e MEDLINE, em um recorte temporal de 2015 a 2020. A amostra foi composta por nove artigos. Verificou-se que as estratégias utilizadas foram educação popular; reuniões comunitárias; ampliação dos horários de oferta do exame; abordagem multidisciplinar com os profissionais; campanhas educativas; mutirões de coleta; busca ativa; envolvimento social; e rodas de conversas nas unidades de saúde. Estratégias são desenvolvidas, no entanto, permanece a baixa procura pelo exame, sugerindo a necessidade de reformulações e ressignificação dos processos de trabalho. Avançar no entendimento sobre a metodologia certa e ferramenta ideal para fomentar o significado que o cuidado tem para as mulheres é de fundamental importante, tendo em vista ampliar o acesso ao exame para prevenção do câncer uterino.

Palavras-chave: Neoplasias uterinas, estratégias de saúde, estratégia saúde da família, prevenção de doenças.


Texto completo:

PDF

Referências


Alves G.G. & Aerts D. (2011) As práticas educativas em saúde e a Estratégia Saúde da Família. Ciência & Saúde Coletiva, 6(1): 319–325. https://doi.org/10.1590/S1413-81232011000100034

Alves S.R., Alves A.O. & Assis M.C.S. (2016) Educação popular em saúde como estratégia à adesão na realização do exame colpocitológico. Ciência, Cuidado e Saúde, 15(3): 570–574. https://doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v15i3.27125

Borsatto A.Z., Vidal M.L.B. & Rocha R.C.N.P. (2011) Vacina contra o HPV e a Prevenção do Câncer do Colo do Útero: Subsídios para a Prática. Revista Brasileira de Cancerologia, 57(1): 67–74.

Colomé J.S. & Oliveira D.L.L.C. (2012) Educação em saúde: por quem e para quem? A visão de estudantes de graduação em enfermagem. Texto & Contexto-Enfermagem, 21(1): 177–184. https://doi.org/10.1590/S0104-07072012000100020

Corrêa F.M. & Russomano F.B. (2012) Novas Tecnologias de Prevenção do Câncer do Colo do Útero: Quem de Fato se Beneficia? Revista Brasileira de Cancerologia, 58(3): 525–527.

https://doi.org/10.32635/2176-9745.RBC.2012v58n3.1411

Corrêa D.A.D., Villela W.V. & Almeida A.M. (2012) Desafios à organização de Programa de rastreamento do câncer do colo do útero em Manaus-AM. Texto & Contexto-Enfermagem, 21(2): 395–400. https://doi.org/10.1590/S0104-07072012000200018

Correio K.D.L., Ramos A.I.G., Santos R.L.G., Bushatsky M. & Correio M.B.S.C.B. (2015) Controle do câncer do colo do útero: ações desenvolvidas pelo enfermeiro à luz do discurso do sujeito coletivo. Revista Online de Pesquisa Cuidado é Fundamental, 7(2): 2425–2439.

https://doi.org/10.9789/2175-5361.2015.v7i2.2425-2439

Cunha F.A. (2016) Atenção primária à saúde da mulher: enfoque educativo preventivo no combate ao câncer de colo uterino em pacientes assistidas pela unidade de saúde de soledade II-Natal. Monografia (Especialização em Atenção Básica em Saúde). Programa Mais Médicos. Universidade Federal do Maranhão, São Luís, Maranhão.

Falkenberg M.B., Mendes T.P.L., Moraes E.P. & Souza E.M. (2014) Educação em saúde e educação na saúde: conceitos e implicações para a saúde coletiva. Ciência & Saúde Coletiva, 19(3): 847–852. https://doi.org/10.1590/1413-81232014193.01572013

Ferraz E.T.R., Jesus M.E.F. & Leite R.N.Q. (2019) Ações educativas: papel da (o) enfermeira (o) na prevenção do câncer do colo do útero. Brazilian Journal of Development., 5(10): 21083–21093. https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-271

Gallagher K.E., Erio T., Baisley K., Lees S. & Watson-Jones D. (2018) The impact of a human papillomavirus (HPV) vaccination campaign on routine primary health service provision and health workers in Tanzania: a controlled before and after study. BMC Health Services Research, 18(173): 1–10. https://doi.org/10.1186/s12913-018-2976-2

INCA (2012) Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. ABC do câncer: abordagens básicas para o controle do câncer. 2° edição. Rio de Janeiro: INCA. 32 p.

INCA (2016) Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Coordenação Geral de Ações Estratégicas. Divisão de apoio à Rede de Atenção Oncológica. Diretrizes Brasileiras para o rastreamento do câncer do colo do útero. 2º edição. Rio de Janeiro: INCA. 114 p.

INCA (2019) Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Parâmetros técnicos para o rastreamento do câncer do colo do útero. Rio de Janeiro: INCA. 32 p.

Maia M.N., Silva R.P.O. & Santos L.P.R. (2018) A organização do rastreamento do câncer do colo uterino por uma equipe de Saúde da Família no Rio de Janeiro, Brasil. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, 13(40): 1–10. https://doi.org/10.5712/rbmfc13(40)1633

Mendes K.D.S., Silveira R.C.C.P. & Galvão C.M. (2008) Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto-Enfermagem, 17(4): 758–764. https://doi.org/10.1590/S0104-07072008000400018

Moher D., Liberati A., Tetzlaff J. & Altman D.G. (2015) Principais itens para relatar Revisões sistemáticas e Meta-análises: A recomendação PRISMA. Epidemiologia Serviços Saúde, 24(2):335–342. http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742015000200017

MSB (2006) Ministério da Saúde do Brasil. Secretaria-Executiva. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Glossário temático: gestão do trabalho e da educação da saúde. 2º edição. Brasília: Ministério da Saúde. 44 p.

MSB (2013) Ministério da Saúde do Brasil. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Controle dos cânceres do colo do útero e da mama. 2º edição. Brasília: Ministério da Saúde. 124 p.

OPAS (2016) Organização Pan-Americana da Saúde. Controle integral do câncer do colo do útero. Guia de práticas essenciais. Washington: OPAS. 415 p.

Pedrosa I.L., Lira G.A., Oliveira B., Silva M.S.M.L., Santos M.B., Silva E.A. & Freire D.M.C. (2011) Uso de metodologias ativas na formação técnica do agente comunitário de saúde. Trabalho Educação e Saúde, 9(2): 319–332. https://doi.org/10.1590/S1981-77462011000200009

Peuker A.C., Lima N.B., Freire K.M., Oliveira C.M.M. & Castro E.K. (2017) Construção de um material educativo para a prevenção do câncer de colo do útero. Estudos Interdisciplinares em Psicologia, 8(2): 146–160. https://doi.org/10.5433/2236-6407.2017v8n2p146

Romero L.S., Shimocomaqui G.B. & Medeiros A.B.R. (2017) Intervenção na prevenção e controle de câncer de colo uterino e mama numa unidade básica de saúde do nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, 12(39): 1–9.

https://doi.org/10.5712/rbmfc12(39)1356

Santos A.C.S. & Varela C.D.S. (2015) Prevenção do câncer de colo uterino: motivos que influenciam a não realização do exame de Papanicolaou. Revista Enfermagem Contemporânea, 4(2): 179–188.

Silva L.R., Almeida C.A.P.L., Sá G.G.M., Moura L.K.B & Araújo E.T.H. (2017) Educação em saúde como estratégia de prevenção do câncer do colo do útero: revisão integrativa. Revista Prevenção de Infecção e Saúde, 3(4): 35–45. https://doi.org/10.26694/repis.v3i4.6708

Souza M.C., Araújo T.M., Júnior W.M.R., Souza J.N., Vilela A.B.A. & Franco T.B. (2012) Integralidade na atenção à saúde: um olhar da Equipe de Saúde da Família sobre a fisioterapia. O Mundo da Saúde, 36(3): 452–460.

Tiensoli S.D., Felisbino-Mendes M.S. & Velasquez-Melendez G. (2018) Avaliação da não realização do exame Papanicolaou por meio do Sistema de Vigilância por inquérito telefônico. Revista Escola de Enfermagem da USP, 52(e03390): 1–7.

https://doi.org/10.1590/s1980-220x2017029503390

Ursi E.S. & Gavão C.M. (2006) Prevenção de lesões de pele no perioperatório: revisão integrativa da literatura. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 14(1): 124–131.

https://doi.org/10.1590/S0104-11692006000100017

Zinhani M.C., Cortes H.M., Casarin S.T. & Budel F. (2018) Prevenção de câncer de colo uterino e de mama num município do Sul do país. Arquivos Catarinenses de Medicina, 47(2): 23–34.




DOI: http://dx.doi.org/10.29215/pecen.v5i0.1643

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Autor e Revista mantêm os direitos da publicação

____________________________________________
Pesquisa e Ensino em Ciências Exatas e da Natureza
Unidade Acadêmica de Ciências Exatas e da Natureza - CFP - UFCG
Cajazeiras - PB, Brasil
(ISSN 2526-8236)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INDEX COPERNICUS INTERNACIONAL

 

ICI WORLD OF JOURNALS