Resultados Preliminares Sobre a Importância da Fisioterapia Em Uma UTI Neonatal: Uma Análise Estatística

Hugo Ormond Vianna Sá Nogueira, Caroline Ponce De Moraes, Alana Monteiro de Oliveira, Rosana Silva dos Santos, Halina Cidrini Ferreira, Rodrigo Tosta Peres

Resumo


Modelagens inferenciais na área de saúde possibilitam análises sobre temas relevantes, dentre eles o estudo sobre as relações entre as variáveis relacionadas aos pacientes e o seu tempo de internação.  Além da grande importância médica e hospitalar, aspectos gerenciais e logísticos também devem ser levados em consideração para este tipo de estudo. Neste artigo, um modelo de regressão múltipla é proposto com o objetivo de identificar as relações entre variáveis de prematuros de baixo risco, internados em uma maternidade pública do Rio de Janeiro, e o tempo de internação na unidade de terapia intensiva neonatal. Em particular, o principal objetivo é analisar a importância da fisioterapia nas equipes multidisciplinares que compõe o quadro da unidade. A base de dados é constituída por 154 recém-nascidos, 94 com acesso a fisioterapia e 60 sem acesso. Os resultados, embora preliminares, indicam a redução de uma semana no tempo de internação de prematuros com acesso a fisioterapia. Trabalhos futuros com aumento da base de dados e informações de diferentes maternidades podem consolidar os resultados obtidos.

Texto completo:

PDF

Referências


Monteiro, B. S. (2016) Análises estatísticas para avaliação da eficácia do serviço de fisioterapia em uma uti neonatal. Relatório final de iniciação científica, CEFET/RJ. Rio de Janeiro.

Oliveira, A.B.F. & Dias O.M. & Mello M.M. & Araújo, S. (2010) Dragosavac, D., Nucci, A. e Falcão, A.L.E. Fatores associados à maior mortalidade e tempo de internação prolongado em uma unidade de terapia intensiva de adultos. Rev Bras Ter Intensiva, v. 22, n. 3, p. 250-256.

Oliveira, A.M. & Soares, G.A.M. & Cardoso, T.F. & Monteiro, B.S. & Peres, R.T. & Santos, R.S. & Riberio, M.G. & Ferreira, H.C. (2019) Benefícios da inserção do fisioterapeuta sobre o perfil de prematuros de baixo risco internados em unidade de terapia intensiva. Fisioterapia e Pesquisa. v. 26, n. 1, p.51-57.

Santos, F. & Mandelli, P.G.B. & Ostrowski, V.R. & Tezza, R. & Dias, J.S. (2015) Relação entre mobilização precoce e tempo de internação em uma unidade de terapia intensiva. Revista Eletrônica Gestão & Saúde. v.06, n. 02, p. 1394-1407.

Wooldridge, J. (2005) M. Introdução à econometria: Uma abordagem moderna. São Paulo: Thomson.




DOI: http://dx.doi.org/10.29215/pecen.v6i1.1876

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Autor e Revista mantêm os direitos da publicação

____________________________________________
Pesquisa e Ensino em Ciências Exatas e da Natureza
Unidade Acadêmica de Ciências Exatas e da Natureza - CFP - UFCG
Cajazeiras - PB, Brasil
(ISSN 2526-8236)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INDEX COPERNICUS INTERNACIONAL

 

ICI WORLD OF JOURNALS